terça-feira, 7 de setembro de 2010

Página policial... E pouco (ou nada) mudou no Rio.

Há três anos eu escrevia um blog, em conjunto com  o Thiaguinho Oliveira, que deixou o jornalismo para tocar outros projetos, e com o Felipe Pereira, publicitário e atualmente petroleiro concursado, atuando em outro ramo. Só eu sobrevivo na comunicação.
 
Naquela ocasião, vivíamos tão imersos em casos pessoais e cotianas de violência no Rio que resolvi lançar uma nota, para esclarecer aos leitores que, apesar de parecer, não era aquele um blog policial.

Revirando os arquivos, descobri que muito pouco, ou quase nada mudou neste tema - segurança, de lá para cá. UPPs foram fundadas, morros estão sendo tomados pela polícia, mas estamos longe, bem longe do ideial. Por enquanto, ainda temos receio de que sejam apenas ações a serem abandonadas no calar das luzes das Olimíadas de 2016. Oxalá esteja errados.

 
A nota era a seguinte:

O Blog Três Contra o Tempo tem sido uma experiência muito legal para nós que o "fazemos". Esperamos que esteja sendo também agradável e relevante para todos os que já passaram por aqui.

Sobre nossa proposta de lançar nossas idéias e um pouco do que conversamos (da parte séria e publicável, claro!) num blog, não era nosso objetivo passar tantos "posts" falando de violência e nem transformar o "TCT" numa página policial. Infelizmente, é o que temos vivenciado com muita constância no Rio de Janeiro e no resto do mundo.

Bem próximo de nós, diariamente, os fatos acontecem. Na última sexta-feira, por exemplo, nos escondemos atrás de muros na faculdade ao chegarmos e ao sairmos das aulas, devidos aos disparos entre morros rivais.

Fica o desejo de encontrar mais "amenidades" e "alegria" para partilhar, porém, o cotidiano será retratado. Se for a violência, que seja um "grito" de alerta!

Obrigado pela visita!
Este escriba, Felipe Correa e Thiago Oliveira:
perdemos a batalha contra o tempo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diz aí!