sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

No topo dos buscadores

Que saber mais sobre o SEO ("Que isso"?) e como isto pode ajudá-lo a alavancar seus textos nos buscadores da internet?

Eis aí uma cartilha cuja autora explica como fazer sua matéria "aparecer" no mundo virtual e que ferramentas e técnicas podem - e devem - ser usadas para isto.

SEO no jornalismo, de  Barbara Zamberlan, está disponível para download e, o melhor, é de graça - expressão esta que todo jornalista gosta de ouvir. E quem não?

Acesse o site e garanta logo sua cartilha. 

Buscadores: ilustres (des)conhecidos dos jornalistas. 

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Janeiro como eu vi(vi)

Foto: Ernesto Carrico / Ag. O Dia


As coisas andam quentes ultimamente. Literalmente. Tivemos uma quarta-feira absurdamente escaldante no Rio de Janeiro. Um 25 de janeiro que ficará na memória, não apenas pelo desconforto causado pela intensidade do sol - que levou os cariocas a lotarem as praias e esvaziarem as ruas mais tumultuadas - mas pela tragédia do desabamento de três prédios no Centro da cidade. A Avenida13 de Maio mais parecia uma praça de guerra. Atônitos, vimos a capital fluminense parar mais uma vez diante do inexplicável.


Três construções em locais de recebem grande fluxo de pessoas durante o dia vieram abaixo. Não havia qualquer sinal de que pudessem ruir. Mas estavam lá, em estilhaços. Tudo ocorreu por volta das 20h33, o que certamente salvou muitas pessoas. Meses antes, vimos uma explosão lançar escombros - e vidas - como folhas secas ao vento. Um restaurante na Praça Tiradentes, também no Centro do Rio, desapareceu, vidas foram perdidas e cá estamos nós começando o ano com mais ocorrências sinistras.

Janeiro também nos traz a lembrança de uma catástrofe sem precedentes no Brasil. O temporal que dizimou centenas de vidas na Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro custou sonhos, famílias, perspectivas e, não devemos esquecer, deixou ônus materiais enormes. Rendeu lucros, porém, aos políticos sujos que, sem cerimônia, usaram as verbas destinadas à recuperação e reconstrução das cidades para engordar contas pessoais. Um ano depois, nada mudou. 

E o pesadelo se repetiu, com chuvas acima da média alagando cidades como Nova Friburgo, Cordeiro e Cantagalo, felizmente, sem mortes. A mesma sorte não tiveram municípios como Campos, Aperibé ou Sapucaia, onde 22 pessoas morreram após serem soterradas no distrito de Jamapará. O primeiro mês de 2012 também trouxe de volta a maldição-mor da TV brasileira. E limito-me a esta rápida citação para não dar mais cartaz às "Baixarias-Bial-Boninho".

Janeiro foi o mês da brasileira mais famosa "de todos os tempos da última semana". Quem não ouviu falar da Luísa, que estava no Canadá? A campanha de publicidade de um empreendimento imobiliário "estrelado" por sua família na Paraíba - sem sua presença, já que estava fora do país - rendeu críticas, que viraram brincadeira, que viraram meme e estes, por sua vez, foram parar nos assuntos mais comentados do Twitter por mais de uma semana. A jovem, de volta antecipadaao país, foi até dar entrevista na Globo. O jornalista Evaristo Costa tietou a moça e nos deixou esperando por uma de suas piadas no estilo "você gosta de mamão, Luísa"?

A piada do mamão, aliás, descortinou 2012. O apresentador do Jornal Hoje (Rede Globo), fez a pegadinha ao vivo com a colega de bancada, Sandra Annenberg, na primeira edição do telejornal neste ano. E, assim, no dia 2 de janeiro, respiramos fundo e nos preparamos.

Ao menos tivemos a Neila Meideiros, Âncora (com "A" maiúsculo mesmo) do SBT Brasília, que mostrou a diferença entre descontração pelo entretenimento e a capacidade de expressar sua opinião seriamente e responder com seu pensamento, sem amarras e scripts. A jornalista rebateu a crítica de um entrevistado que reclamava que obras não eram concluídas por culpa da imprensa, que tomava o tempo dos políticos locais. Coitadinhos.

Ah, não podia esquecer: no dia 17 de janeiro meu avô, Lourival de Macedo, o Sr. Bomboca, que completou 99 anos de idade. O mês não terminou e torço para que, ao findar, só tenhamos boas novas para acrescentar ao seu saldo final. 

Que venha fevereiro e seja bem melhor...


- "Você gosta de mamão, Sandra"?
Foto: reprodução internet

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Escoliose: ainda pouco abordado pela mídia, problema de coluna é caso de saúde pública

Hoje entrevistei a Dra. Patrícia Mentges, fisioterapeuta especialista no tratamento da escoliose. O problema de coluna, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), afeta 2% da população do planeta. Do total de casos, 80% são de origem não identificada. 

Segundo a profissional, a prevenção e o diagnóstico ainda na infância são importantíssimos. Mesmo assim, ainda em adultos, é possível atingir uma melhora na qualidade de vida com o uso de técnicas corretas de fisioterapia e colete adequado ao paciente, que é prescrito pelo médico. 

É preciso haver a consciência de que o tratamento demanda uma equipe multidisciplinar de profissionais da Saúde, como médico, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, assistente social e psicólogo.  

Fiquemos atentos às nossas crianças e, ainda, ao nosso comportamento, visto que passamos horas sentados diante de um computador e, sem perceber, descuidamos da postura.


Brunão no Domingão (uma proposital - e humorada - barriga jornalística)

Bruno Palma, o jovem guitarrista cantagalense que venceu um concurso nacional de vinhetas, integrará a Banda Domingão a partir de fevereiro. O talentoso músico superou mais de 600 concorrentes e atingiu a fama nas redes sociais, levando os produtores musicais da Rede Globo a proporem um contrato com o artista.
O apresentador do Domingão, Fausto Silva, afirmou em entrevista ao Patrick Zanon, do Blog do Tikão, que "está ansioso para ter o talento das execuções musicais de Bruno abrilhantando as chamadas e retornos de intervalos". Ele, que costuma pedir que a banda toque músicas sem ensaio já avisou: "Vou pegar no pé do garoto e inventar de um tudo para ver se ele é bom mesmo. 'Ôô, lôco meu' ".

O empresário do mais novo famoso filho de Cantagalo, Mateus Guida, diz-se confiante no sucesso do amigo: "Eu conheço esse cara desde garoto. Fomos coroinhas e tudo, sabe? Ele vai arrebentar. Ataca, Brunão".

Uma equipe de profissionais já prepara a divulgação do guitarrista. O escritor Rick Azevedo, do site Descasos, já começou a apuração de depoimentos para o livro "A saga de um menino cantagalense: Bruno Palma, o prodígio das terras euclidianas". O site do guitarrista deve entrar no ar em breve. Criado pela Inspirato Design, empresa capitaneada pelo designer Gustavo Curty, será recheado e vídeos e notícias sobre a carreira de Bruno Palma.

Cristina Palma, mãe do jovem talento, diz-se despreocupada: "Eu sei que dei uma criação boa para meus filhos e que Deus os guarda por onde estiverem. Estou feliz pelo sucesso do Bruno". Querido pelos amigos e conhecido pelo senso de humor "de gosto duvidoso", segundo outro amigo, Matheus Huguenin, Bruno é filho caçula. Recentemente formado em engenharia, trabalha em uma cimenteira e também dá aulas de música. 
 
Cidadãos da pequena Cantagalo estão felizes com a contratação de Bruno Palma
"Brunão, we love you": Bruno mostra
homenagem
assinada por amigos, em 2009 .
A terra natal do grande escritor Euclides da Cunha, autor de "Os sertões", e do ator Astolfo Barros Pinto - ou, como o Brasil conhece melhor, Rogéria - precisava de um novo nome para projetá-la nacionalmente mais uma vez. O jovem guitarrista encarna tão bem este papel de "queridinho da cidade" que foi condecorado pela Secretaria de Cultura pelo seu talento. A placa de homenagem foi entregue ao música pelo prefeito Guga de Paula. "Tremi muito na hora de cumprimentar o Guga", disse ele, tímido.
Bom moço, estudioso e responsável, Bruno Palma já faz parte dos planos de 7 entre 10 mães de jovens solteiras, que acreditam ser este o perfil de genro que gostariam de ter.  Ele, no entanto, não se mostra empolgado, mas consciente.

"Sou um cara comum, de hábitos normais. Gosto do que faço, mas não esqueço quem sou e dos meus amigos. Não vou mudar por causa disso, mas sim me esforçar para conquistar novos prêmios e representar bem minha família e minha cidade".
 
Timidez: apesar de sua conhecida irreverência, o artista
prefere manter-se afastado das câmeras.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

O sabor das massas...

Vivemos no Brasil. Aqui, mobilização da massa é só o que ocorre no restaurante de rodízio.


Sorte tem "a Luisa, que está no Canadá". 

Crédito da imagem: William Medeiros ( http://william.com.br/blog/)

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Conta outra.

De acordo com uma matéria do Estadão, "Ronaldo diz ter missão de fazer povo acreditar na Copa". 
Ok, Fenômeno. Missão fácil. Quero ver é cumprir uma que parece bem mais impossível: emagrecer.