quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Escoliose: ainda pouco abordado pela mídia, problema de coluna é caso de saúde pública

Hoje entrevistei a Dra. Patrícia Mentges, fisioterapeuta especialista no tratamento da escoliose. O problema de coluna, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), afeta 2% da população do planeta. Do total de casos, 80% são de origem não identificada. 

Segundo a profissional, a prevenção e o diagnóstico ainda na infância são importantíssimos. Mesmo assim, ainda em adultos, é possível atingir uma melhora na qualidade de vida com o uso de técnicas corretas de fisioterapia e colete adequado ao paciente, que é prescrito pelo médico. 

É preciso haver a consciência de que o tratamento demanda uma equipe multidisciplinar de profissionais da Saúde, como médico, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, assistente social e psicólogo.  

Fiquemos atentos às nossas crianças e, ainda, ao nosso comportamento, visto que passamos horas sentados diante de um computador e, sem perceber, descuidamos da postura.


Um comentário:

  1. Olá Sidonio,
    que grata supresa ver seu post.
    Muito obrigada pela entrevista, cujo resultado final ficou ótimo. É muito importante contarmos com oportunidades de falar sobre a escoliose, uma patologia ainda desconhecida que gera muita angústia e sofrimento.
    Vamos em frente, transformar essa realidade!
    Um abraço

    ResponderExcluir

Diz aí!